contato

Base Florianópolis - Santo Antônio de Lisboa
fone: 48 988113123
Prof. Marcelo Visintainer Lopes
escoladevelaoceano@gmail.com

domingo, 12 de junho de 2011

Imagens da travessia Porto Alegre - Tapes

Frio, muito frio... Provavelmente a noite mais fria dos últimos tempos.
Tapes marcava 4 graus às 6h da manhã! Depois do contorno do Pontal de Santo Antônio  a sensação térmica caiu para -5 graus, pois a mudança de rumo nos obrigou a navegar de contra-vento...

Saímos de POA (ICG - local marcado para o embarque) às 12h15 com 06 pessoas a bordo, sendo 5 alunos e eu.
O motor de popa nos levou até a frente do Jangadeiros onde soprava uma brisa  de norte. Abrimos uma asa de pomba, desligamos o motor e navegamos até Ponta Grossa, quando a brisa desapareceu. Dali até o Farol de Itapuã foram 5 horas de motor.





Biguás nas Baleias da Ponta Grossa

A chegada no farol foi próxima ao horário do por do sol, dando tempo pra preparar as máquinas de fotografia e o espumante para o tradicional brinde de batismo de Lagoa.
Como a previsão para a noite e madrugada era de ventos de noroeste a nordeste, achei melhor parar na Praia do Tigre, já do lado da Lagoa dos Patos.
Havia informado à tripulação que passaríamos a noite fundeados se não houvesse vento, mas se ele entrasse, velejaríamos, independente do horário.
Ainda sob a claridade do fim de tarde consegui mostrar a Praia de Fora. Cheguei bem perto da praia para dar uma encalhadinha para o café. Depois do capuccino, desencalhamos e fomos para o Tigre, onde passaríamos a noite.
Todos que chegam por lá se encantam com a beleza do lugar. Tanto a de Fora como a do Tigre são espetaculares! Cada vez que chego lá fico mais encantado. Imaginem quem vai pela primeira vez...
Desci pra começar o jantar enquanto o pessoal conversava no cock-pit.
O cardápio, pensado na hora, tinha arroz, salada de seleta de legumes (da latinha) e frango com alcaparras ao molho de queijo cheddar. Foram 06 chicaras de arroz e meio quilo de frango naquele molho especial... Não sobrou nem pros lambaris!!!
Terminamos o jantar e a louça às 20h. Todos ficaram tristes (barriga cheia) e sinais de preguiça começavam a aparecer.
Percebi que a brisa de nordeste estava aumentando e que ela podia se transformar no vento que nos levaria a Tapes....
 

Brinde de batismo

Havia uma previsão de 8 nós para a madrugada mas não para aquele horário. Resolvi confiar no meu instinto e perguntei aos tripulantes o que achariam de velejar? Como a resposta foi unanime, subimos a vela grande, suspendemos a âncora e arribamos o barco, subindo a genoa em seguida. Rumo 224 para o Pontal!
Os GPS estavam ligados e começaram a trabalhar pra nós. O relógio atômico marcava: 20h 15min (horário da saída da Praia do Tigre).
"Quem navega na Lagoa sabe que é impossível transpô-la sem o conhecimento da navegação estimada e/ou eletrônica".
Navegamos durante toda a noite e madrugada com a lua ligada como se fosse um refletor. Estava linda demais e a velejada com vento NE de 10 nós se transformara em um sonho...
A asa de pomba funcionou todo o tempo e também melhorou com o passar das horas, fazendo a velocidade do barco subir para 5/,5 nós. A essa altura as ondas também aumentaram e passaram para um metro.
Não foi necessário dividir os turnos com rigidez, já que os tripulantes se organizaram bem. A idéia não era dormir e sim, adquirir experiência na navegação noturna. Aos poucos o sono foi batendo e alguns acabaram dando uma descansada lá em baixo mas a maioria permanecia firme no cock-pit.

Chegada ao CNT

Durante a perna Praia do Tigre - Pontal de Santo Antônio, o frio estava suportável, girando em torno dos 8 graus. O vento a favor ajudou neste sentido. Quando estávamos a umas 5 milhas do Pontal o vento rondou mais para norte, caindo para 8 nós e quando contornamos o Pontal ele torceu mais para noroeste variando de 06 a 08 nós.
Navegamos de contra-vento por quase 3h até avistarmos o farolete de acesso ao canalete do Clube Náutico Tapense por volta das 6h55min. Ele estava apagado mas o GPS nos levou bem em cima dele.
Todos os pontos do balizamento do canalete já estavm plotados no GPS, o que facilitou bastante nossa entrada, embora já houvesse uma boa visibilidade.
Entramos velejando no clube até a frente do box. Chegamos ao nosso destino! Eram 7h20min.
Depois de atracado começamos a tirar as malas e bolsas, preparando para o desembarque. Preparei um café da manhã a bordo, arrumamos o resto das coisas e partimos para a rodoviária de Tapes, onde pegaríamos o ônibus de volta para Porto Alegre.


Clube Náutico Tapense


Tripulação reunida e táxis prontos para nos levar à rodoviária

Veja o Álbum de fotos completo no facebook:

Por Marcelo Lopes