Contato

instrutor: Capitão Marcelo Visintainer Lopes
fone/whatsapp: (48) 988.11.31.23
escoladevelaoceano@gmail.com

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Curso de Arrais Amador - Oceano

A Escola de Vela Oceano ministrará nos dias 6 e 7 de junho mais uma turma do curso preparatório para a habilitação de Arrais Amador.

Onde: Porto Alegre
Quando: dias 06 e 07 de junho
Horário: das 19h às 22h30

Vagas limitadas!
Inscrições antecipadas pelo e-mail: marcelo@veleiroescolaoceano.com.br ou pelo fone: (51) 8482.1584


quinta-feira, 26 de maio de 2011

Inscrições encerradas para a Travessia Porto Alegre - Tapes

Estão encerradas as incrições para a Travessia do dia 11 de junho.

Nos próximos dias abriremos vagas para a velejada de retorno a Porto Alegre prevista para o último final de semana de junho e também para os cursos que serão desenvolvidos em Tapes.
Estamos programando roteiros alternativos de navegação na costa leste da Lagoa dos Patos como as pernas Tapes - Farol Cristovão (60 milhas) Pereira e Tapes - Bojurú (120 milhas).
Aguardem...

Tapes - Cristovão Pereira


Tapes - Bojurú

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Travessia Porto Alegre - Tapes inscrições abertas

Estão abertas as inscrições para a Travessia Porto Alegre - Tapes.
A velejada será a bordo do Veleiro Escola Nômade 26'.

Data da saída: 11 de junho (sábado)
Horário: meio dia (12h)
Pernoite na Praia do Sítio em Itapuã.
Chegada em Tapes no domingo dia 12 no início da tarde.
Retorno de ônibus para POA no final da tarde.




O barco ficará todo o mês de junho em Tapes para a realização de 2 cursos instensivos.

No dia 26 de junho faremos a Travessia Tapes - Porto Alegre (também com disponibilidade de vagas para tripulantes).

Reservas pelo e-mail: marcelo@veleiroescolaoceano.com.br  ou pelo fone: (51) 8482.1584

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Abrolhos - parte 1

Como a edição da Revista Sul Sports 37 já saiu podemos liberar as fotos de Abrolhos.
Vamos soltando por partes para a melhor degustação...
Este trecho é sobre a chegada em Abrolhos e as fotos são todas de dentro dágua.
A parada em Abrolhos fez parte da velejada Salvador - Vitória (Escola de Vela Oceano - 2010).
O texto e as fotos são do fotógrafo e tripulante André Larréa.

... o difícil era se acostumar com as batidas da proa na água. O barulho era estrondoso e a sensação era a de que o veleiro iria se partir, se desmontar. "Resistência e força do seu casco!" O maior desejo naquela noite era que o amanhecer chegasse logo, que o mar se acalmasse e que o Arquipélago de Abrolhos se apresentasse aos nossos olhos!
4º dia - 10/10/2010 (domingo): Assim que avistamos as ilhas de Abrolhos, aumentou a ansiedade para lançar âncora, mergulhar, curtir o dia e dormir uma noite inteira antes de partir para Vitória. No entando, por sorte, 3 milhas antes de chegarmos nosso motor perdeu potência e não conseguíamos passar de 2.000 giros.
Chegando a Abrolhos, solicitamos ajuda, via rádio, a um barco de mergulhadores, que nos enviou o mecânico Digão. Ele verificou que nosso tanque de combustível e motor estavam cheios dágua...










Na próxima matéria mostraremos as fotos de Abrolhos com o olhar de quem pisou em terra. Dois de nossos tripulantes desembarcaram...

domingo, 15 de maio de 2011

Oceano na Revista Sul Sports nº 37

A revista Sul Sports (37) traz a matéria de André Larréa sobre a nossa expedição a Abrolhos no ano passado. Estavam a bordo: Leandro Ávila, André Larréa, Carlos Fiad e eu.
Larréa embarcou conosco em Salvador e conseguiu eternizar, com suas lentes, momentos como estes:








Leandro Ávila


Esquerda para direita: Larréa, Carlos, Leandro e eu
Chegada em Vitória


O texto de abertura da matéria diz:
Foi a primeira vez que o fotógrafo André Larréa ficou embarcado por tantos dias em alto mar e longe da costa, em profundidade abissal. " Aprendemos que o mar e as pessoas nos ensinam muitas coisas. Que um grupo coeso, unido e confiante em seu comandante e, sobretudo em Deus, é capaz de suportar com bravura os piores momentos de tensão e medo. Isso é o verdadeiro espírito de equipe e aventura".
Não deixe de conferir a matéria completa da Sul Sports.
Valeu Larréa!!!!

Por Marcelo Lopes

Chuva, sol, arco-íris, mais chuva, lua e por-do-sol

Foi assim a última tarde de velejo do Módulo II.
O vento SE ficou firme com 10/12 nós e do meio da tarde pro fim aumentou para 20/22.
Navegamos na baía do Cristal um bom pedaço da tarde e depois colocamos a cara no vento cruzando o Guaíba rumo à Ilha do Presídio.
O vento estava forte e presenciamos um velejador solitário tentando cambar seu Flash sem sucesso. Foram 4 tentativas de cambada e na 5ª ele conseguiu aquartelando a buja.
Isso foi bem pertinho da Ilha. Navegávamos próximos a ele até para dar um apoio se precisasse. Quando ele conseguiu cambar nós cambamos também e o acompanhamos de perto até o Sava. Para a nossa surpresa ele deu um jaibe em frente ao clube e voltou para a zona de pancada com ondas e vento. Perdemos nosso corajoso amigo de vista e rumamos para nordeste onde estava mais abrigado de ondas e vento.








O álbum completo da aula de hoje pode ser visualizado no facebook da Oceano (em fotos):



sábado, 14 de maio de 2011

Vento e chuva no módulo II

Os sites meteorológicos praticamente acertaram a tarde de hoje. O que chamou a atenção foi a diferença de intensidade prevista, variando de 7 a 23 nós (valor mínimo e máximo previsto entre os 3 sites consultados). Velejamos com ventos de sudeste de 8 a 18 nós, o que acabou sendo proveitoso pelo constante trabalho de regulagem das velas.
Saimos do Jangadeiros de contra-vento com a Ponta Grossa como referência. Após cruzarmos a Ponta do Cachimbo informei que o nosso objetivo seria de contra-vento e coloquei a Praia de Ipanema como referência de chegada.
As rajadas já passavam dos 12 nós. Pedi pra que fizessem o contra-vento com muitas cambadas (manobra que a parte da frente do barco cruza a linha do vento, trocando as velas de lado) para que o treinamento de manobra com vento forte fosse aprimorado.
Chegamos em Ipanema com umas 15 cambadas. Poderíamos ter chegado com apenas uma mas não teríamos aperfeiçoado a manobra.
De Ipanema arribamos o barco para a Praia do Tranquilo na Ponta Grossa. Lá, nosso objetivo seria o treinamento de fundeio (ancoragem). Aproveitamos a deixa, depois de ancorado o barco, e descemos para o café da tarde. Bem na horinha! A chuva deu uma apertada.
Depois do café subimos a vela grande aproados pela âncora e saimos navegando sem a ajuda do motor.
Com o passar das horas de vela, conforme os alunos vão melhorando a técnica o motor vai sendo cada vez menos usado. Hoje mesmo saimos do clube sem o seu auxílio. Empurramos o barco pra fora do box e subimos a genoa. Depois é só aproar com a velocidade da genoa e subir a vela grande! Parece fácil mas exige treino e confiança. Esse é o objetivo do curso. temos que ir dando essa prática pra quando alguma coisa der errado. Com treinamento apropriado o futuro comandante se "safa" dos pequenos imprevistos.
Na volta da Ponta Grossa iniciamos uma série de Jaibes (pelo menos uns 30) e depois colocamos o pau de spinnaker pra abrir a genoa. A velocidade do vento subiu pra 18 nós e velocidade do barco passava dos 7 nós.
Chegamos no clube às 17h40, arrumasmos o barco, dobramos as velas e fim ....
Amanhã é a última aula do Módulo II.
 




O álbum completo da aula de hoje pode ser visualizado no facebook da Oceano (em fotos):

terça-feira, 10 de maio de 2011

Veleiro Escola Wind 34'


Foto: Luis Reis

O Veleiro Escola Oceano VI está equipado com:

- guincho de âncora
- bow thrust (motor de proa)
- 2 ecobatímetros
- 02 GPS com chart plooter
- motor de centro Yanmar 29 Hp
- fogão com forno
- geladeira elétrica
- rádio VHF
- TV e DVD
- som
- mesa de cock-pit
- churrasqueira
- cobertura de cock-pit (bi-mini)
- enrolador de genoa
- capa de vela grande (lazy-jack)
- plataforma de popa
- escada de popa
- chuveiro de popa
- água pressurizada
- água quente
- carregador de bateria
- banco de baterias com 3 x 90amp
- 2 bombas de porão automáticas
- 01 bomba de porão manual
- ferramental completo para manutenções a bordo
- mesa elétrica no salão principal
- extintores de incêndio e todos os equipamentos exigidos pela Marinha

Obs.
- acomodação para 07 pessoas (pernoite)
- liberação da Marinha para 12 pessoas (durante o dia)








domingo, 8 de maio de 2011

Salão Náutico de Curitiba - novidades

Prezados integrantes do Mercado Náutico e Interessados,

Após a realização do Rio Boat Show, agora é a vez do Salão Náutico de Curitiba, que se realizará de 6 a 10 de julho, no Centro de Eventos EXPO UNIMED. O evento é uma realidade e promete ser uma das grandes feiras náuticas do cenário nacional.

Atenção para as Notícias!

CONFIRMAÇÕES DE PESO:
- Com visão de longo prazo a empresa YACHTBRASIL, representante das Marcas Premium AZIMUT, BENETTI, ATLANTIS e SEA RAY, confirmou sua participação em Curitiba pelo período de três anos, apostando firme no mercado paranaense e nesta nova iniciativa.

- Igualmente confirmados, saudamos a empresa UNIVERSO NÁUTICO, representante das famosas marcas CIMITARRA, ARMADA e ECOMARINER, o estaleiro paranaense dos catamarãs VON WASSER e mais, a HF MARINER com suas novas lanchas SOLARA, a EVOLVE BOATS, a INFINITY BOATS, SAILOR Motores e Jets e a reconhecida EQUINAUTIC, além de outras reservas de espaço que em breve estaremos anunciando como confirmações.

- Entre os estandes institucionais teremos o da Revista Perfil Náutico, veículo de mídia especializada, e os da Secretaria de Turismo do Estado do Paraná e do Instituto Curitiba Turismo.

POLÍTICA DE FOMENTO NÁUTICO:
Cumprindo uma agenda política, a diretoria do Salão Náutico de Curitiba recebeu de forma entusiasmada o Apoio da Prefeitura Municipal de Curitiba e do Governo do Estado do Paraná, respectivamente nas pessoas da Presidente do Instituto Curitiba Turismo, Juliana Vosnika, e do Secretário de Estado do Turismo, Faisal Saleh, que trabalha firmemente para desenvolver o Turismo Náutico no Paraná, além de estar atento às questões tributárias que podem colocar o Estado como destaque no quadro da indústria náutica.

Diante deste cenário, convidamos mais uma vez o Mercado Náutico e os Interessados neste setor, a participar do Salão Náutico de Curitiba.

Site Oficial:

Fonte: Salão Náutico de Curitiba

Vento do domingo contraria as previsões

Dia nublado e pouco vento. Noroeste a norte com 4 nós. Essa foi a tarde do domingo.
A aula iniciou às 16h por causa das comemorações do dia das mães.
Saimos com as condições descritas acima e lá pelas 18h uma nuvem meio cascuda começou a se formar sobre o eixo oeste/leste em cima da cidade de Guaíba, estendendo-se por cima do bairro Tristeza.
Vestimos as roupas de chuva. O céu ficou preto rápido mas a nuvem logo se dissipou, dando espaço para a lua mostrar sua face e iluminar o Guaíba.
O vento sul entrou por volta das 18h30 com certa personalidade. Alegria, alegria. Navegamos com vento firme de 10 nós até umas 19h40, quando entramos para o clube.

Este foi o por do sol do domingo:




Por Marcelo Lopes

sábado, 7 de maio de 2011

O Guaíba num dia "daqueles" - módulo II

Hoje foi a primeira aula do módulo II. Podemos assim resumí-la:

Nenhuma nuvem no céu.
SW de 4 a 6 nós.
Lembramos da frase famosa: "Mar de Almirante da Reserva" e "Céu de Brigadeiro".

Dia espetacular...
Vejam as imagens:












Por Marcelo Lopes